“Políticas de recuperação econômica para mitigar os efeitos da pandemia no MERCOSUL” é tema de Seminário Internacional

8 jun

“Políticas de recuperação econômica para mitigar os efeitos da pandemia no MERCOSUL” é tema de Seminário Internacional

No próximo dia 16 de junho, de 9h às 16h (horário do Paraguai), no âmbito da Presidência Pro Tempore Paraguaia do MERCOSUL, será realizado o Seminário Internacional “Políticas de recuperação econômica e inovações em proteção social para mitigar os efeitos da pandemia de COVID-19 no MERCOSUL”.

Organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social do Paraguai, Ministério das Relações Exteriores do Paraguai, Fórum de Consulta e Concertação Política (FCCP), Comissão de Ministros de Assuntos Sociais do MERCOSUL (CCMASM) e o Instituto Social MERCOSUL, com o apoio do Fundo de Convergência Estrutural MERCOSUL (FOCEM), o Seminário tem como principal objetivo gerar um espaço de intercâmbio e reflexão sobre os desafios que envolvem as políticas de recuperação econômica no contexto da pandemia de COVID-19. O Seminário Internacional terá a participação de autoridades nacionais da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, técnicos do governo, além de representantes de organismos internacionais. 

A atividade em Assunção pode ser assistida pelo link http://www.ismercosur.org/live/.

O programa completo da atividade está disponível aqui .

Serão três painéis e sessões para apresentação de ações e projetos, além de uma sessão de abertura e encerramento. Participarão da sessão de abertura o Ministro do Desenvolvimento Social do Paraguai, Mario Varela, o Ministro Suplente das Relações Exteriores do Paraguai, Raúl Silvero, e o Diretor Executivo interino do Instituto Social do MERCOSUL, Victor Lezcano. 

O primeiro painel, “Reflexões sobre as inovações em proteção social implementadas no contexto atual da pandemia de COVID-19 no MERCOSUL”, contará com apresentações do ministro de Desenvolvimento Social de Paraguai, Mario Varela, do Diretor da Assesoria Especial de Assuntos Internacionais do Ministério de Cidadania do Brasil, Alberto Ferreira, e dos Embaixadores da República Argentina, Oscar Domingo Peppo, e Uruguai, Fernando Sandin Tusso. 

Logo em seguida, a Coordenadora Nacional Suplente da FCCP, Luz Melon, pela Argentina, apresentará um trabalho sobre as ações de Cooperação Internacional e Proteção Social.

O segundo painel, “Políticas de reativação econômica pós-COVID”, começará às 11h10 e contará com a participação do especialista internacional da CEPAL, Ramón Pineda, do especialista nacional José Molinas e da representante do Ministério da Cidadania do Brasil, Pietra Couto.

Pela tarde, às 14h, serão apresentados os resultados dos projetos realizados pelo Instituto Social MERCOSUL Juventudes e Fronteiras no MERCOSUL, que é realizado com o Fundo de População das Nações Unidas, e Cooperação Transfronteiriça em Saúde, com o Consultor em Migrações, Direitos Humanos e Desenvolvimento de UNFPA Uruguai, Marcelo Mondelli, o Chefe de Comunicação do ISM, Renan Xavier, e a Técnica de Pesquisa do ISM, Carmen García.

O terceiro painel, “Saúde nas fronteiras, infraestrutura humana para vigilância sanitária e as experiências deixadas pela pandemia de COVID-19”, contará com as intervenções do Presidente do Instituto de Previdência Social de Misiones, Posadas, Dr. Lisandro Benmaor, e de especialistas do Ministério de Saúde Pública e Bem-Estar Social do Paraguai, Sandra Verónica Ayala e Francisco Trifon López.