Cooperação

A consolidação da Agenda Social no bloco requer de uma série de arranjos estratégicos interinstitucionais que, a partir do poder de convocatória e diálogo do ISM, podem ser canalizados em estratégias de cooperação intersetoriais com a participação de sócios regionais e extrarregionais. O ISM conta com convênios e cartas de intenção com instituições diversas, internacionais, regionais e nacionais, dos países do MERCOSUL e também com União Europeia. Entre as principais, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD Paraguai), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e Comissão Econômica para América Latina e Caribe (CEPAL).